Política de devolução de 365 dias
Envio 7 € - Grátis a partir de 39 €-
308 803 986 - (dias úteis: 09h - 17h)

Como concebemos o relógio Ryka

Deslumbrante, por acaso.

Sejamos francos. Nem todos os nossos relógios sobreviveriam na natureza. Algumas pessoas também são assim: sentem-se como um peixe na água em ambientes sociais, mas fogem à sete pés de escaladas na Noruega. O Ryka não é assim. Não é um relógio comum. Também não foi concebido para o homem comum.

Temos muitos relógios deslumbrantes. Com o Ryka, queríamos algo diferente. Queríamos criar um relógio que sobrevivesse a quase tudo. Um relógio que pudesse levar para correr na lama, passar por água a seguir e ficaria como novo. Um relógio que pudesse deixar para o seu neto quando morresse. Queríamos conceber um relógio tão robusto, tão forte, tão durável que mesmo um tanque não o partiria. Podemos estar a exagerar pois um tanque partiria certamente o relógio, mas por uma fração de segundo antes de "crás", ainda poderia ter esperança. No entanto, todas as outras coisas, nós cumprimo-las.

Mas como se concebe um relógio que aguente com qualquer coisa e saia ileso? Essa é a história de como concebemos o Ryka.

Começou com o movimento

Um relógio apenas pode ser robusto se o mecanismo também o for.

Qual é o sentido de criar um relógio à prova de água e antirriscos se o ponteiro dos minutos cai quando esbarra numa parede ou funciona durante 26 horas por dia porque o deixou debaixo da luz solar direta durante algumas horas? O movimento é sempre a característica mais importante de qualquer relógio e todas as outras características seriam inúteis se o movimento não fosse cuidadosamente selecionado para ter as propriedades certas. Muitos fabricantes de relógios parecem esquecer a importância das engrenagens.

No Ryka, escolhemos o movimento ultra-confiável e robusto Miyota Cal 6S21. Não apenas é uma peça fantasticamente precisa e confiável da engenharia japonesa, como o cronógrafo permitiu-nos adicionar ao design do Ryka algo que estava no topo da nossa lista de "extras mais desejados"... um cronómetro.

Existem tantos cenários em situações agrestes onde um cronómetro seria útil - desde estimar a distância de uma tempestade quando está a acampar, até cozinhar em segurança na natureza, cronometrar-se enquanto se prepara para o Tour de France... um cronógrafo transforma o Ryka de um acessório robusto numa ferramenta de sobrevivência.

Tornar um relógio praticamente indestrutível

Não é... mas poderia ser.

Se olhar para o Ryka, o segurar na mão, sentir o peso dele, poderá pensar que é indestrutível. No entanto, legalmente, não estamos autorizados a dizê-lo. Mas como se fabrica algo tão pequeno e intrincado de forma tão robusta?

Depois de trocar regularmente a pilha, substituir vidros é uma das tarefas mais comuns que os relojoeiros enfrentam diariamente. Mas quando se trata de vidro safira, a história é outra.

O vidro (cristal) safira

Sabemos que os diamantes sintéticos são fabricados desde 1879. O primeiro rubi cultivado em laboratório foi fabricado em 1902 e a safira veio logo a seguir em 1909. As pedras preciosas são muito mais duras do que o vidro.

A dureza determina a facilidade com que uma superfície é deformada e riscada, e é medida usando a escala Vickers (HV).

  • 10000HV – Diamante: o material mais duro conhecido pelo homem.
  • 2200HV – Vidro safira: o material mais duro utilizado nos vidros dos relógios.
  • 800HV – Vidro mineral endurecido: o tipo de vidro mais comum utilizado nos relógios.
  • 500HV – Vidro Hesalite: utilizado principalmente nos relógios digitais e de quartzo mais antigos e mais baratos.
  • 30-80HV – Ferro: para contextualizar.

O Ryka possui um vidro safira com cúpula dupla, e muito dificilmente encontrará vidros de relógio mais fortes e duráveis. O vidro safira plano é relativamente fácil de fabricar, mas com cúpula - e mais ainda a cúpula dupla - é muito mais complexo e, portanto, caro. No entanto, a forma abobadada torna o vidro estruturalmente mais forte, permitindo que aguente uma pressão maior (por exemplo, durante o mergulho) ou absorva melhor o choque (por exemplo, quando faz trabalhos manuais).

Uma forma abobadada num dos lados distorcerá a visão do relógio, dificultando a leitura, exceto num ângulo específico. Com uma cúpula em ambos os lados, essa deformação não acontece. O revestimento antirreflexo é então adicionado para que o brilho do sol não seja um problema.

A caixa

O mostrador do relógio é para onde olha, mas a caixa é o que manipula. Era importante para nós que o relógio fosse facilmente legível em qualquer condição, seja a 100 m debaixo de água ou 8000 m acima do nível do mar. É por isso que optamos pelo layout clássico do relógio de mergulho com ponteiros largos e detalhes chamativos com lúmen suíço para facilitar a leitura noturna.

O bisel é avantajado assim como os botões e a coroa. Para lhe possibilitar uma utilização plena do relógio sem tirar as luvas. Renda-se ao snowboard com o Ryka atado por cima da luva e cronometre-se do topo da montanha até abaixo. A parte de trás e a coroa do relógio são aparafusadas em vez de prensadas, para maior durabilidade e solidez.

Revestimento a PVD

Vá à loja de ferragens local e procure por brocas em aço. Nas mais sofisticadas, poderá encontrar brocas com tom dourado. Isso é nitreto de titânio, e foi lá colocado para proteger a broca do que está a perfurar – outro objeto em aço.

O processo de revestimento do aço a PVD envolve o superaquecimento do nitreto de titânio ao seu estado de plasma que é disparado no objeto dentro de uma câmara de vácuo. Comparado com a maioria dos tratamentos de superfície, este é amigo do ambiente. O objeto não é mergulhado em nenhum banho cheio de produtos químicos onde as tintas restantes são difundidas para os canais de abastecimento de água.

Este processo reduz o atrito e torna a broca muito mais resistente e durável. E se o revestimento PVD não descama numa broca que atravessa aço duro, também não irá descamar no seu relógio. Adicionar pequenas quantidades de pigmento na mistura permite-nos criar tons de rosa dourado e prateado, assim como irisados, azuis, pretos, cobres, café, cinza escuro, entre outras cores.

Menor atrito significa que os artigos que entram em contato com a superfície do aço são mais propensos a deslizar em vez de se prenderem e deixarem uma marca permanente. Esta combinação de baixo atrito, dureza e brilho torna o revestimento PVD perfeito para criar joias e acessórios em aço inoxidável cirúrgico duradouros e duráveis. O facto de ser muito mais barato que os metais preciosos é apenas um bónus adicional.

A pulseira

Tudo no Ryka é concebido tendo a funcionalidade em primeiro lugar. A pulseira de estilo militar americana é extremamente forte, é respirável, fabricada em nylon não absorvente e troca-se muito facilmente - encaixa-se muito facilmente nas barras de mola na caixa do relógio. Pode até pô-la na máquina juntamente com a roupa depois de uma aventura particularmente suja enquanto limpa a caixa do relógio com um pano.

Brevemente

Não perca

Não concebemos o relógio Ryka para ser bonito. Concebemo-lo para ser robusto e prático. E por acaso, até é bem bonito

Se deseja ser informado do lançamento da coleção Ryka, inscreva-se abaixo. Enviar-lhe-emos um e-mail quando novas coleções estiverem disponíveis e terá acesso antecipado a todos os nossos novos lançamentos para que possa comprar artigos de edição limitada antes de todos os outros, além de receber ofertas exclusivas da Tribe da Trendhim!

Tomei conhecimento da Política de Privacidade da Trendhim. Pode cancelar a subscrição a qualquer momento.