Política de devolução de 365 dias
Envio 7 € - Grátis a partir de 39 €-
308 803 986 - (dias úteis: 09h - 17h)

Para recordar a morte

Porque razão criámos um relógio com uma caveira

O Memento Mori é uma peça marcante. O design sombrio e a caveira podem remeter para o guarda-roupa do vocalista de uma banda de heavy metal, mas o que o inspirou foi um sentimento muito mais universal – o desejo de viver o momento presente. Viver uma história que valha a pena contar.

Epicteto, o filósofo estóico, incentivou os seus alunos a lembrarem-se de que são mortais ao beijar entes queridos, como “aqueles que apoiam os homens nos seus triunfos e os lembram de que são mortais”. De facto, desde Sócrates, os homens pensantes foram impulsionados a meditar sobre a morte como um caminho para a realização.

É um pensamento mórbido e desagradável, mas como qualquer pessoa que tenha tido um encontro próximo com a sua própria mortalidade lhe dirá, nada coloca a vida numa perspetiva mais clara do que ter o seu fim inevitável apresentado numa bandeja em prata – ou, no caso do relógio Memento Mori, numa caixa em aço inoxidável cirúrgico.

Com o lançamento do relógio de bolso Memento Mori, o relógio de pulso revisitado e as novas edições limitadas, queríamos mergulhar no que inspirou a criação do relógio e no processo de design dos recém-chegados.

Memento Mori

O que significa para si?

Para alguns, uma caveira representa a morte. Para outros, como o artista Quang Ramsing Fleuret, representa uma vida vivida. O que quer que acredite sobre o que nos acontece após a morte, a única maneira de termos a certeza de que sobreviveremos à morte é pelas histórias que forem partilhadas sobre nós quando partirmos. Se deixaremos esta vida mortal e não adicionaremos mais capítulos aos livros das nossas vidas, então cabe a nós garantir que o que está nesses livros é algo épico. Um conto fascinante sobrevive a um relato prolongado de mundanidade porque essa é a vida que a maioria de nós quer viver. Sonhamos com vidas de maravilhas, intrigas e aventuras, mas poucos de nós têm a coragem de criar essa vida para nós mesmos. O relógio Memento Mori foi concebido para servir de impulso para a vida que deseja levar ou um presente para alguém que conhece que abriga esses sonhos não realizados.

O tropo artístico do Memento Mori incita ao uso de caveiras, ampulhetas, frutas em decomposição ou velas trémulas para invocar a ideia de mortalidade e, para nós, a caveira foi a maneira mais clara de trazer esse conceito à mente. Além disso, uma ampulheta num relógio seria redundante, então uma caveira num relógio reúne os dois símbolos mais fortes da mortalidade - a passagem do tempo e o seu fim. A decisão mais difícil de tomar teve a ver com os mecanismos, os mostradores e a parte de trás da caixa.

Quando a ambição encontra-se com as restrições

Como concebemos o Memento Mori

Um mecanismo de quartzo é mais leve, mais fino e mais barato do que um relógio mecânico automático e é mais fácil de utilizar. Ainda assim, há algo em dar corda ao relógio para fazê-lo funcionar que reforça a ideia de que o tempo é limitado. Tal confere propriedades táteis ao conceito, de certa forma – dá vida. A decisão de usar o quartzo teve mais a ver com o mostrador do que com o mecanismo em si.

As três técnicas mais comuns para adicionar um design num mostrador:

  • Impressão simples. A caveira é impressa no mostrador antes da montagem do relógio. Esta é a maneira mais barata de decorar um mostrador de relógio mas também a menos durável. Mas como está dentro da caixa, encontra-se relativamente protegido, e é por isso que a maioria dos fabricantes de relógios mais em conta opta por esse método.
  • Revestimento a PVD. Este processo permite que impressões metálicas ultrafinas e duráveis ​​sejam feitas no mostrador antes da montagem. O brilho é chamativo e este processo não adiciona demasiado espessura ao relógio porque o efeito final é bastante plano. Bonito e brilhante, mas sem profundidade.
  • Gravação. A fina folha em metal que compõe o mostrador é colocada numa prensa que a dobra na forma de um molde. Tal resulta num desenho tridimensional em relevo cujas curvas projetam sombras e captam luz. Esse tipo de mostrador faz com que o relógio pareça mais “vivo” do que qualquer uma das superfícies planas, mas adiciona espessura e peso ao relógio. Além de ser bem mais caro de realizar.

Queríamos que o relógio Memento Mori fosse fantástico. Queríamos que fosse uma peça inesquecível. É por essa razão que escolhemos duas das opções mais caras da lista acima. Todo o mostrador é primeiramente gravado com o design da caveira e, em seguida, revestido a PVD preto mate. De seguida, as letras e os números são revestidos a PVD cinza metalizado assim como os ponteiros, para adicionar um brilho contrastante ao design. A espessura e o peso que adiciona ao relógio incitou-nos um pouco a escolher o mecanismo. Um relógio mecânico com todos esses recursos ficaria enorme, pesado e sem graça. Pretendíamos criar um relógio de coleção, não um que se destacasse como uma peça desajeitada.

Escolher o movimento a quartzo também permitiu-nos decorar o fundo da caixa com algo diferente do aborrecido fundo em aço inoxidável com os dados do relógio e do ATM. Resumindo o que inspirou o Memento Mori, as palavras “Don’t tell me how to live” foram gravadas no fundo da caixa preta mate.

Os próximos passos

A nossa fonte de inspiração: o nosso cliente

Como a primeira edição do Memento Mori foi muito popular, quisemos logo expandi-la com outras opções. Adoramos receber o feedback do cliente porque ajuda-nos a seguir o caminho certo. Temos centenas de ideias sobre o que fazer a seguir, mas sem esse feedback, serão sempre apenas ideias. A mais solicitada adição à coleção Memento Mori foi um relógio de bolso. E com base no histórico de compras, aprendemos que um Memento Mori com uma pulseira em aço também seria uma adição muito bem-vinda.

Começámos então a pensar em como podemos tornar cada relógio Memento Mori único. Temos uma vasta gama de joias em pedra natural e muitas pessoas adoram o facto de nenhuma pedra ser exatamente igual. Isso levou-nos a quer revisitar os relógios Memento Mori com pedras preciosas coloridas no lugar dos olhos, ou criando um mostrador inteiramente em pedra natural, mas nenhuma dessas ideias se mostrou viável na prática. A resposta estava num método de trabalhar o aço onde cada peça fica com um padrão individual. O aço damasco é forjado dobrando-se dois tipos de aço um sobre o outro e torcendo-o ou dobrando-o de forma a obter padrões únicos. A caixa e o mostrador dos nossos novos relógios Memento Mori de edição limitada são fabricados em aço damasco, o que significa que cada um tem um padrão único. O que tem no pulso é exclusivamente seu.

Não perca

O tempo é limitado

Os novos relógios Memento Mori serão lançados em breve e se quiser ter a certeza que o stock das peças de edição limitada não esgotará antes que decida comprar um para si, inscreva-se abaixo e será notificado. Enviaremos um e-mail quando a nova coleção estiver disponível e terá acesso antecipado a todas as nossas novas coleções daqui para a frente, para que possa comprar artigos de edição limitada antes de qualquer outra pessoa, assim como receber ofertas exclusivas da Tribe da Trendhim!

Tomei conhecimento da Política de Privacidade da Trendhim. Pode cancelar a subscrição a qualquer momento.