Política de devolução de 365 dias
Envio 7 € - Grátis a partir de 39 €-
308 803 986 - (dias úteis: 09h - 17h)

Aprender é viver

A adaptar-se é prosperar

A nossa coleção de relógios mais popular de sempre, a coleção Dante, está a passar por um lifting facial. Regularmente, ajustamos os nossos designs com base nos feedbacks dos clientes, na evolução dos princípios estéticos e de design e nos avanços nas tecnologias de fabrico.

Redesenhámos os ponteiros para que ganhem mais destaque relativamente ao movimento exposto e equilibrámos o layout do mostrador para oferecer mais visibilidade e facilitar a leitura das horas. Demos à coroa uma forma mais angular, conferindo-lhe uma estética forte congruente com o estilo geral, e redefinimos os números da luneta dando-lhes profundidade e ousadia. Adicionámos “Danish Design” em letras minúsculas às 6 horas e lançaremos várias combinações de cores novas. O relógio também terá pulseiras mais compridas para um ajuste mais personalizado.

Enquanto nos preparamos para a chegada dos novos relógios, pensámos que seria uma boa ideia explorar como (e mais importante porque) concebemos o relógio original.

Um pouco de história

Porque usamos relógios de pulso

Quando pensamos em acessórios essencialmente masculinos, o relógio está no topo dessa lista. Os relógios tornaram-se nas peças centrais dos nossos vestuários, mas usamo-los há apenas pouco mais de um século.

Diz-se que Elizabeth I de Inglaterra tinha uma pulseira com um “relógio” a funcionar desde o século 16, mas até começarmos a usá-los para coordenar ataques durante a Primeira Guerra Mundial, os relógios de pulso eram usados apenas por mulheres. Os homens usavam relógios de bolso.

O primeiro relógio de pulso movido a quartzo chegou ao mercado em 1969, tornando os movimentos mais confiáveis, mais precisos e muito mais baratos do que os relógios mecânicos. Os movimentos mecânicos eram comparativamente grandes, pesados, caros e menos precisos. Os relógios mecânicos podiam ter desaparecido nessa altura Mas não desapareceram.

Primeiro, os movimentos de quartzo não são particularmente bonitos de se ver. A maioria de nós possui vários relógios e, ao longo dos anos, habituámo-nos à frustração de tirar um da caixa e de encontrá-lo parado. Na era da sustentabilidade, o facto de não precisar de pilhas é também uma proposta atrativa. Enquanto algumas pessoas olham para o futuro à procura de ideias para melhorar, a resposta, neste caso, está no regresso ao clássico.

Em 1760, o relojoeiro André Charles Caron queria mostrar a complexidade do seu relógio aos seus clientes e removeu o mostrador de um dos seus relógios de bolso, expondo a dança hipnotizante que estava no meio. Os clientes ficaram maravilhados. Ele também percebeu que, removendo essa e outras peças em metal destinadas a esconder o mecanismo, tornaria os relógios mais leves e finos do que a concorrência. Assim nasceu o relógio esqueleto.

Saúdem todos o Dante

Que tenha um reinado longo

O Dante é inspirado no desejo de não usarmos mais pilhas, misturando a técnica relojeira clássica com a estética moderna. Encontramos o equilíbrio perfeito num relógio que usa o movimento do pulso como fonte de energia e expõe o seu coração pulsante ao mesmo tempo que o mostrador permanece facilmente legível.

Cada acessório que concebemos começa com um briefing - um documento interno que descreve por que queremos criar uma peça específica. Os relógios esqueleto de qualidade são muitas vezes proibitivamente caros e os que são mais económicos não são precisos ou os materiais com que são fabricados são de fraca qualidade. Queríamos alterar isso, então concebemos um relógio que maximizasse a relação qualidade/preço. Isso significava olhar para tudo com olhos imparciais, desde os materiais e os movimentos aos tratamentos de superfície, para que o investimento valesse a pena.

O design de um relógio esqueleto começa no movimento. Após contactarmos vários fabricantes de movimentos, encontrámos a combinação perfeita entre preço e precisão no movimento Seagull ST1646, um movimento conhecido pela confiabilidade. Os nossos designers desenharam alguns esboços que expunham as partes mais ativas do movimento - a roda de balanço, a mola principal, a roda de escape e as engrenagens - enquanto escondiam as partes menos atrativas, como a árvore de corda. Essas partes cobertas concederam-nos um pequeno espaço para exibirmos o logo da Seizmont.

A perfeição é um processo

Pode levar algum tempo para lá chegar

Tentativa após tentativa, chegámos a um esboço que nos encheu de orgulho. Enviámos o esboço a vários fabricantes para obtermos amostras. Não apenas testámos rigorosamente essas amostras como as usámos para escolher a cor do revestimento mais durável e atrativa. O revestimento a PVD no aço inoxidável cirúrgico provou ser a combinação mais forte e apelativa e, como é efetuado em larga escala, a caixa do relógio é notavelmente mais acessível e durável.

A decisão de expor o rotor (o peso na parte de trás que mantém a corda do relógio enquanto balança o braço) também foi um debate interessante. Por um lado, se raramente o vê quando o relógio está preso ao pulso, então para quê incomodarmo-nos em expô-lo? Um fundo em vidro é mais caro do que um fundo em aço inoxidável simples e é mais difícil de manter a resistência à água. Mas por outro lado, para aqueles que gostam de saber como funcionam os relógios mecânicos automáticos (o que se aplica à maioria de nós que opta por relógios esqueleto), o rotor, a mola e as engrenagens na parte de trás são tão fascinantes quanto a parte da frente. Mas se pretende expô-los, é melhor garantir que o resultado é atrativo. E é.

A decisão final a ser tomada foi vidro mineral versus cristal de safira. Os nossos esboços iniciais exigiam vidro mineral, mas quando constatámos a robustez do resto do relógio devido ao aço inoxidável e ao revestimento PVD de alta qualidade, fazia sentido garantir que o cristal fosse mantido para que o relógio tivesse propriedades antirrisco e antimancha a 100%. O cristal de safira é muito mais forte do que o vidro mineral e, embora o seu preço tenha aumentado um pouco, acabámos com um relógio do qual realmente nos orgulhamos e que está disponível para todos.

Não perca

Teremos alguns impressionantes exemplares de edição limitada

Se quiser ser informado sobre o lançamento do novo design e ter uma oportunidade de adquirir um dos exemplares da edição limitada antes que esgote, inscreva-se abaixo e será notificado. Enviar-lhe-emos um e-mail quando a nova coleção estiver disponível e terá acesso antecipado a todas as nossas novas coleções daqui em diante, para que possa comprar artigos de edição limitada antes de todos os outros, assim como receber ofertas exclusivas da Tribe da Trendhim!

Tomei conhecimento da Política de Privacidade da Trendhim. Pode cancelar a subscrição a qualquer momento.